Swagelok

Swagelok

A Swagelok Brasil, desde 1998, é distribuidora exclusiva no Brasil da Swagelok®, empresa de maior renome mundial emSoluções para Sistema de Fluídos, que incluem produtos, acessórios, ferramentas, treinamentos e montagens e serviços.

A sua produção está em alta e os recursos estão diminuindo. Maximize a eficiência e a produção de sua operação. Nós podemos te ajudar.

Hoje em dia, devido à crise que se instalou em nosso país, muitas empresas tiveram que reduzir seus quadros de funcionários, mas ainda precisam entregar os mesmos resultados de antes, ou seja, esperam que elas façam mais com menos.

A ampla experiência da Swagelok em sistema de fluidos através dos seus serviços, podem aliviar toda a pressão sobre você e ajudar a sua planta e a sua equipe a operar de forma eficiente e segura.

Desde montagens customizadas, ajuda especializada na seleção de produtos mais adequados ao seu sistema, Treinamentos Técnicos e Serviços de Avaliação em Campo, com foco em Eficiência Energética e Recomendações de Melhorias em suas linhas de instrumentação, a Swagelok pode maximizar a eficiência e a produção da sua operação.

Conheça um pouco mais os nossos Serviços:

G PH 0459 Digital Soluções Integradas

 

Treinamentos

G PH 0826 Digital
  • Boas Práticas em Instalações de Gases Especiais

 

G PH 0982 Digital Serviços de Avaliação em Campo
  • Avaliação e Recomendação de Instalações Centralizadas de Gases Especiais
  • Avaliação e Recomendação de Instalações de Instrumentação (Tubing, Conexões, Válvulas)

Novidade! Conexão tipo Te em aço inox com poço de proteção para termômetro

A Swagelok está sempre desenvolvendo novos produtos, para fornecer aos clientes formas adicionais e confiáveis de resolver problemas ou melhorar os seus sistemas. Como parte dessa iniciativa, foi desenvolvido uma conexão T com poço de proteção para termômetro, que combina um poço termométrico e uma conexão padrão Swagelok.

Poços termométricos são recomendados para sistemas que utilizam termômetros para protege-los dos danos que podem ser causados pelo contato com fluidos de processo pressurizados, corrosivos, fluidos viscosos ou abrasivos. A nova conexão facilita o uso de poços de proteção para termômetro por fornecer conexões tipo Tê que são de fácil instalação e manutenção.

Cada conexão possui o poço de proteção para termômetro soldado com a conexão Swagelok tipo Tê.

Características:

  • Fabricado em aço inoxidável 316
  • Conexão para o instrumento: rosca fêmea ½” NPSM paralela
  • Comprimento da haste do instrumento: 2.5 in.

conexão t inoxTTW ordering table

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para mais informações, consulte o catálogo atualizado Temperature Measurement Devices MS-02-353  ou entre em contato com o nosso suporte técnico.

A Swagelok está sempre procurando por formas de melhorar os seus produtos e fornecer benefícios adicionais aos seus clientes. Por utilizar montagem por geometria avançada, design da anilha traseira com ação de cravamento articulado e processo de endurecimento superficial patenteado SAT12 para as conexões para tubo em aços inoxidáveis 304L, 321 e 347, os acessórios (porca, anilha dianteira e anilha traseira) foram convertidos para aço inoxidável 316.

Isso permite:

  • Oferta de produtos totalmente fabricados em 304L, 321 e 347;
  • Prazos de entrega reduzidos devido uma cadeia de fornecimento simplificada.

Atenção: O corpo da conexão não sofreu alterações.

Essas combinações de materiais funcionarão na maioria das aplicações industriais em geral, com exceção de aplicações com ácido nítrico. Para aplicações com ácido nítrico, os clientes podem solicitar uma das três opções que utilizem componentes da liga Alloy 825:

  1. HW: Corpo em 304L SS, anilha dianteira em Alloy 825, anilha traseira e porca em 316 SS (Ex.: 304L-600-6HW);
  2. HW2: Corpo em 304L SS, anilha dianteira, anilha traseira e porca em Alloy 825 (Ex.: 304L-600-6HW2);
  3. Todas os componentes da conexão em Alloy 825 (Ex.: 825-600-6).

Em caso de dúvidas, entre em contato com o nosso suporte técnico.

A temperatura máxima de trabalho das mangueiras em PTFE das Séries S e W estão sendo reduzidas de 450ºF (232 °C) para 400ºF (204 °C). O fornecedor do silicone, usado para fazer os revestimentos das mangueiras, define a temperatura máxima de trabalho a 400°F (204°C), sendo confirmado pela Swagelok como o limite adequado de temperatura máxima de trabalho.

Para mais informações, consulte o catálogo atualizado Hose and Flexible Tubing, MS-01-180.

 Sem custo para o cliente, nós vamos até sua planta para detectar vazamentos em seu Sistema de Fluido.

Com a ajuda do Snoop, produto para detectar vazamentos da Swagelok, testamos conexões com vazamentos.
Utilizamos tags de diferentes cores para identificação das marcações para apontamento de melhorias e reparos.


Isso irá ajudá-lo:

  • Detectar Pequenos Vazamentos
  • Reduzir Tempo de Inatividade
  • Reduzir os Custos Globais do Sistema
  • Diminuir os Custos de Manutenção
  • Aumentar a Segurança e Eficiência da planta.

 

pesquisa vazamento swagelok web

Se precisar de um Serviço mais extenso e completo, também oferecemos o serviço pago.

Esse serviço pago inclui uma análise mais profunda e mais completa em toda sua planta, de acordo com sua necessidade.

Está incluso:

  • Laudo Técnico com fotos;
  • Identificação de peças, aconselhamentos de segurança e apontamento de prioridades / melhorias para reparos e manutenção;
  • Certificado de Inspeção.

 

Consulte-nos para mais informações!

Recebemos algumas vezes solicitações de clientes procurando por ligas especiais em Conexões Anilhadas, pois estavam  tendo problemas de corrosão por pitting ou fratura no aço inoxidável 316 em suas aplicações que eles não viram anteriormente. Esta situação fez com que procurassem produtos de liga superior nas suas aplicações para combater a corrosão, resultando em custos e prazos de entrega muito elevados.

POR QUE ISSO ESTÁ ACONTECENDO?

O aumento da tecnologia nas usinas siderúrgicas permitiu que os fabricantes mantenham suas tolerâncias mais apertadas e fabriquem o aço inoxidável 316 ao mínimo dos padrões da ASTM, resultando em tendências da indústria agora com 10% de níquel e 16% de teor de cromo. Esta redução do teor de níquel e cromo é um dos principais contribuintes para o atual problema de corrosão visto em vários mercados e indústrias.

NOSSA SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA

A Swagelok possui a sua própria norma de fabricação do aço inoxidável e trabalha com especificações mais estreitas em relação a norma ASTM, mantendo por exemplo, um mínimo de 12% de níquel e 17% de cromo em nosso aço inoxidável 316 e isso é apenas uma parte do todo. Possuímos todo o processo de fabricação do início ao fim e temos um processo único e patenteado de Carbonização a Baixa Temperatura mais conhecido como SAT12.

RESULTADOS

 

Conexão anilhada teste de corrosão Conexões anilhadas teste corrosão

Após mais de 700 horas no ambiente de teste, as porcas de aço inoxidável 316 de outras marcas mostrou claramente craqueamento.

 

A Swagelok realizou um rigoroso teste de água salgada com duração de 720 horas a 65 graus Celsius com umidade cíclica para demonstrar que as conexões Swagelok possuem uma resistência superior à corrosão. Este teste foi realizado usando conexões de aço inoxidável em tubos de aço inoxidável e conexões de aço inoxidável em tubos de ligas especiais (Combinações de engenharia). 72 conexões de dupla anilha da Swagelok foram testadas e nenhuma das extremidades das conexões vazaram ou mostraram qualquer indicação de fratura. Foram testadas 110 conexões dupla anilha de 8 diferentes marcas. Conforme mostrado nas imagens acima, 43 dessas conexões ficaram visivelmente fraturadas e três vazaram durante o teste.

Acesse aqui os dois testes que a Swagelok fez e seus resultados:

PTR-4183

PTR-4184

Caso queira mais informações sobre como a Swagelok pode lhe ajudar em problemas com corrosão, entre em contato conosco.

 

composição conexões anilhadas aço inoxidável

Para atender à ampla gama dos clientes na indústria de Petróleo e Gás Offshore, a Swagelok desenvolveu a Série GB, uma grande variedade de conexões para solda resistentes à corrosão para aplicações com configurações complexas e condições ambientais extremas. Essas conexões são projetadas especialmente para atender à aplicações submarinas rigorosas como:

  • Árvores de Natal
  • Montagens de umbilicais
  • Steel Flying Lead (SFL)
  • Manifold de distribuição hidráulica
  • Painéis de controle ROV Subsea
  • Módulos de controle Subsea
  • Painéis de controle de cabeça de poço
  • Painéis de controle hidráulico.

Swagelok fez diversos testes para todos os materiais usados na fabricação a série GB, que incluirá o aço inoxidável 316L, Alloy 625, e Alloy 2507, para assegurar que atenderão aos exigentes requisitos de uma aplicação Subsea.

Estão disponíveis com pressões de trabalho de até 22,100 psig (1,522 bar) e com comprimentos para solda de 3/4 até 2 polegadas para facilitar reparos no local, reduzindo o tempo de inatividade e os custos de refugo.

Mais informações, consultar o novo catálogo - Subsea Weld Fittings catalog, MS-02-481

C-PH-3201-BW-3x3.jpg

 

Em setembro de 2017, os sensores de posição do atuador eletrônico das válvulas diafragma começaram a ser modificados, conforme aviso divulgado em maio. Há uma atualização para o sensor utilizado nas válvulas ALD3 com a folha de processo 24264.

Apenas para a folha de processo 24264, a inicialização do conector será translúcida com um Led incorporado, modificando a inicialização anterior que era dada por um conector preto.

A foto abaixo mostra o novo sensor. O desempenho e a funcionalidade do sensor não serão alterados. Não há alterações nos códigos de pedidos de produtos. Novos sensores estarão disponíveis para venda, já que o estoque atual foi esgotado.

sensor válvula diafragma.jpg

Preserve seu investimento contra abrasão, torsão, permeação e temperatura com estas 5 opções de proteção.

Quando você descobrir o material correto para a mangueira, considere dar a ela uma proteção extra. Se precisar de ajuda para selecionar os tipos de mangueiras e conexões das extremidades, faça download do catálogo ou entre em contato conosco.

Download: Mangueiras e Tubos Flexíveis

As mangueiras podem estar sujeitas a uma variedade de forças externas que aceleram o seu desgaste. Com a proteção correta, o tempo de vida útil será estendida.

Abaixo algumas de nossas opções:

  • Proteção Externa Contra Fogo;
  • Proteção Externa para Alta Temperatura;
  • Armadura Metálica;
  • Proteção Externa em Plástico Espiralado;
  • Proteção Externa Através de Mola Espiralada.

Proteção de Mangueira Externa Contra Fogo

Proteção Externa Contra Fogo, é feita de fibra de vidro revestida com borracha de silicone. Protege e isola a mangueira de temperaturas internas extremas. Protege contra respingos fundidos, chamas e ajuda a resistir a óleos hidráulicos e lubrificantes.

Disponível nas séries: FX, FM, FJ, FL, T, B, X, S, C, N, W, F, U, NG, 7R, 8R, PB

Proteção Externa de Mangueira para Alta temperatura

Proteção Externa para Alta Temperatura, é uma camada trançada de fibra de vidro saturado com um revestimento sintético. Ao impedir o contato direto com a mangueira, esta opção dá proteção às pessoas que manipulam a mangueira em um serviço de alta temperatura, e protege a mangueira de respingos de solda, luz ultravioleta e abrasão.

Disponível nas séries: FX, FM, FJ, FL, T, NG, 7R, 8R, PB

Armadura Metálica de Mangueira

Armadura Metálica de aço inoxidável oferece proteção altamente flexível contra danos causados pela mangueira devido ao movimento de cilindros de gás, ou qualquer outra aplicação que possa colocar uma força de esmagamento na mangueira. A força do aço também pode proteger todo o comprimento da mangueira contra a torção, sem prejudicar a flexibilidade da mangueira.

Disponível nas séries: FX, FJ, X, S, C, N, W, F, U

Proteção Externa de Mangueira em Plástico Espiralado

A Proteção Externa em Plástico Espiralado, pode ser aplicada a mangueiras já em serviço, tornando-se uma maneira rápida de adicionar proteção altamente flexível contra a abrasão. Você pode adicioná-lo a toda a mangueira, ou apenas às extremidades.

Disponível nas séries: X, C, N, W, F, U

Trança de aço inoxidável 316

O aço inoxidável trançado oferece proteção extra contra materiais corrosivos externos. Também aumenta a capacidade de retenção de pressão da própria mangueira.

Disponível nas séries: FX, FM, FJ, T

Proteção Externa de Mangueira Através de Mola Espiralada

Feito de aço inoxidável helicoidal, a Proteção Externa Através de Mola Espiralada é altamente flexível, e ajuda a mangueira a resistir a torção e à abrasão. Esta é outra proteção que pode ser aplicada às extremidades ou a toda a mangueira.

Se você gostaria de discutir ou ver as opções, entre em contato conosco.

Disponível nas séries: FM, T, NG, 7R, 8R, 7N, 8N, 7P

É importante compreender as atmosferas enriquecidas com oxigênio para garantir a segurança.

 

Acima é um exemplo de aquecimento por compressão em um sistema de oxigênio que ocorre quando uma válvula é rapidamente aberta e a corrente de gás comprime o oxigênio a jusante contra uma obstrução. Para obter mais informações sobre a segurança do sistema de oxigênio, baixe o catálogo. 

Segurança de Sistemas de Oxigênio O2 safety catalogue

Existem três elementos que são necessários para criar um incêndio: combustível, energia de ignição e um oxidante. Quando o oxigênio tem uma elevação para além do nível normal de 21% na atmosfera, o risco de incêndio é aumentado. É importante notar que muitos materiais que não podem ser combustíveis em uma atmosfera normal, serão queimados em uma atmosfera enriquecida com oxigênio. As fontes de ignição que não têm efeito no ar podem ser de importância crítica nos sistemas enriquecidos com oxigênio.

Fontes de Ignição

Obviamente, com todas essas questões, devemos ser extremamente cudiadosos ao lidar com sistemas enriquecidos com oxigênio. Uma "Cadeia de ignições" ocorre quando uma pequena quantidade de energia acende um material que cria um pequeno incêndio. Uma vez que o fogo é inflamado, uma reação em cadeia ocore em materiais maiores que geram mais calor até o fogo se tornar auto-sustentável. Por isso, todos os esforços devem ser feitos para eliminar qualquer causa potencial de ignição. Algumas das principais fontes de ignição podem incluir:

  • Impacto mecânico: quando um objeto atinge outro, o calor é produzido no ponto de impacto. O calor produzido por um impacto mecânico pode atuar como fonte de ignição. Por exemplo, em um sistema de oxigênio, um componente mecânico pode quebrar e atingir um recipiente pressurizado, produzindo calor após o impacto. Se a superfície do recipiente estiver contaminada com óleo, ela pode inflamar e iniciar a sequência da cadeia de ignições.

  • Impacto das partículas: partículas pequenas podem ser transportadas juntamente com um fluxo de oxigênio, muitas vezes em alta velocidade. Quando as partículas atingem uma superfície no sistema, a energia de impacto é liberada como calor, e devido à sua pequena massa, as partículas ficam suficientemente quentes para inflamar materiais maiores.

  • Fricção: quando dois materiais sólidos estão em atrito, eles geram calor que pode inflamar outros materiais.

  • Aquecimento de compressão: quando um gás flui através de um orifício de alta a baixa pressão, ele se expande e sua velocidade pode atingir a velocidade do som. Se o fluxo de gás estiver bloqueado, ele irá comprimir novamente, retorna para sua pressão original e fica quente. Quanto maior a diferença de pressão, maior a temperatura do gás. Este efeito pode ser observado ao bombear um pneu de bicicleta. À medida que a pressão aumenta no pneu, a bomba fica quente. Em um sistema de oxigênio, a temperatura do oxigênio pode ser alta o suficiente para iniciar a cadeia de ignição. Por este motivo, as válvulas de abertura rápida não devem ser usadas em sistemas de oxigênio. As válvulas de esfera, por exemplo, podem dar 80% de fluxo quando abertas apenas 20%. Devem ser usadas válvulas de abertura lenta.

Gerenciamento de risco em sistemas de oxigênio

A ASTM G128 discute os perigos do serviço de oxigênio com muito mais profundidade, também fornece considerações de projeto e fontes de ignição em maior detalhe, enquanto que a G88 e Manual MNL36 fornecem orientação de projeto específico.

Em resumo, a primeira e principal regra para o uso seguro de oxigênio, é consultar um especialista. Embora os sistemas de oxigênio apresentem riscos sérios e incomuns, eles são usados com segurança em toda a indústria, porque o risco de lesões e perda econômica podem ser gerenciados e controlados.

Mais informações podem ser encontradas no catálogo técnico - Oxygen System Safety - MS-06-13 - Segurança de Sistemas de Oxigênio