Serviços de Avaliação Consultoria SwagelokProblemas com seu Sistema de Amostragem podem representar grandes problemas para sua planta, como: tempo de inatividade de recursos, inatividade operacional ou custos de manutenção inesperados.

Felizmente, existem várias áreas que a sua equipe pode monitorar regularmente para melhorar a eficiência do Sistema. Aprenda a diagnosticar e eliminar problemas associados ao seu Sistema de Amostragem com essas 10 dicas:

10 tips bullets 011. Evite erros simples em seu Sistema

Você pode melhorar a confiabilidade da sua amostra, eliminando erros simples de instalação em seus Sistemas de Amostragem, como válvulas de retenção invertidas bloqueando o fluxo da amostra onde não deveriam ou, até mesmo, trechos onde deveriam ter válvulas de retenção, para prevenir fluxo contrário, e não tem. E esses casos são fáceis de encontrar e remediar.

10 tips bullets 022. Reduza o volume de um gás, reduzindo sua pressão

Gases em alta pressão aumentam o volume da amostra no Sistema devido a compressibilidade do gás, gerando assim a necessidade de grandes tempos de purga no Sistema para garantir uma amostra representativa. Gases em alta pressão aumentam a possibilidade de ocorrência de condensação ou fracionamento da amostra e sem contar que todos os componentes do Sistema de Amostragem devem ser compatíveis com a pressão de gás, gerando, muitas vezes, custos maiores. Além disso, gases em alta pressão podem causar riscos a segurança devido à rápida descompressão, no caso de falha de um componente. É melhor reduzir a pressão de um gás o quanto antes, pois além de ser mais seguro, o tempo de resposta da amostra será mais rápido.

10 tips bullets 033. Coloque as amostras líquidas sob pressão

Amostras líquidas se comportam de maneira oposta as amostras gasosas. Deixar a pressão cair aumenta a possibilidade de ocorrência de vaporização ou fracionamento de componentes da amostra, fazendo com que o líquido borbulhe ou espume. É preferível manter a pressão de uma amostra líquida o mais alto possível.

10 tips bullets 044. Preste atenção nas paredes do Sistema

Quando o fluido toca a parede do tubo ou de qualquer outro componente, algumas moléculas aderem a mesma. A perda de moléculas devido à adsorção pode invalidar sua amostra, fazer que perca representatividade. Sempre escolha materiais apropriados para elementos filtrantes, membranas, paredes de tubos ou cilindros de amostragem. Além disso, considere o ambiente ao redor. Por exemplo, o Aço Inox 316 convencional pode ser danificado ao ser exposto ao ambiente salino existente em uma aplicação offshore, outros tubos podem ser enfraquecidos pela exposição aos raios UV.

10 tips bullets 055. Use vedações compatíveis

Um material que não é adequado para o seu fluído pode causar uma falha, como vazamento da amostra ou um emperramento no dispositivo de amostragem, o que leva a uma análise imprecisa.

10 tips bullets 066. Evite amostragem de linhas estagnadas

Para uma amostra representativa, certifique-se de retirá-la de uma linha de processo ativa e em execução. Lembre-se de que o tempo de amostragem também depende de quanto tempo a amostra leva para passar do processo, ponto de extração até chegar ao painel. A localização do ponto de amostragem pode, portanto, ser um aspecto crítico para o Sistema, principalmente para gases pressurizados.

10 tips bullets 077. Encontre os volumes mortos em sua linha de amostra

Problema comum, os volumes mortos - isto é, os volumes não renovados - permitem que as moléculas retidas durante uma amostragem anterior se difundam na amostra atual. Esses volumes são problemáticos porque causam uma resposta lenta do analisador e causam contaminação do seu Sistema de Amostragem.

10 tips bullets 088. Mantenha seus vaporizadores resfriados

Se o seu vaporizador estiver muito quente, ele pode ferver a amostra e fraciona-la. Certifique-se de analisar os requisitos de temperatura x pressão dos produtos químicos que estão sendo amostrados e seu impacto nos parâmetros necessários para o seu Sistema de amostragem.

10 tips bullets 099. Acelere a taxa de fluxo de amostragem

Quanto menor a vazão da sua amostragem menor será a velocidade da amostra em seu Sistema. Uma amostra lenta pode perder representatividade devido ao perfil de velocidade do fluído em regime laminar. O fluido em contato com as paredes do tubo possui velocidade tendendo a zero, dessa forma não se consegue garantir que a amostra é representativa ao processo naquele determinado momento de amostragem. Com vazões maiores o regime de escoamento do fluido tente-se a ser turbulento o que faz com que a fluido seja uma mistura rápida e assim garante a representatividade do Sistema.

10 tips bullets 1010. Identifique as causas do atraso.

Se suas medições não parecem ser representativas em relação ao seu processo, você pode estar lidando com problemas de atraso na amostragem. Outros sintomas de atraso na amostragem são respostas inconsistentes, nebulosas ou inexistentes, desacordo entre analise online e laboratorial, e baixo desempenho do Sistema de controle.

Com os nossos Serviços de Inspeção em CampoTreinamentos Técnicos, a sua equipe pode eliminar erros em seu Sistema de Amostragem antes que eles ocorram. A Swagelok oferece treinamento prático para preparar profissionais de instrumentação analítica, para antecipar erros e reconhecer problemas existentes em Sistemas de Amostragem instalados, desde conhecimentos básicos, até práticas avançadas.

Caso precise saber mais sobre como otimizar o seu sistema de amostragem, This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. com os nossos especialistas.

 

Publicado em Últimas Notícias

Mangueiras flexíveis devem ter dispositivos de proteção contra chicoteamento em caso de rompimento, como Cabo de Aço Solidário que devem ter um ponto de ancoragem no ponto mais resistente possível no Manifold/Central de Gás, estando a outra extremidade laçando e fixada na Válvula do Cilindro de Gases. Também em pontos intermediários de ancoragem distanciados em torno de 20 cm em toda a extensão da mangueira, se caracterizando como Cabo de Aço Solidário.

Mangueiras que não possuem tal condição devem ser reavaliadas em HAZOP sobre a real condição de proteção contra chicoteamento no momento de rompimento.

Existem cabos de aço no mercado denominados Whip Check e seus fabricantes indicam atender à Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho NR-12 – Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos, que menciona a necessidade do dispositivo de proteção, mas nenhuma indicação de seu design ou forma de fixação, não sendo portanto específica à condição de uso com Gases a Pressões de até 200 bar.

Trecho da NR 12

Componentes pressurizados

12.77. Devem ser adotadas medidas adicionais de proteção das mangueiras, tubulações e demais componentes pressurizados sujeitos a eventuais impactos mecânicos e outros agentes agressivos, quando houver risco.

12.78. As mangueiras, tubulações e demais componentes pressurizados devem ser localizados ou protegidos de tal forma que uma situação de ruptura destes componentes e vazamentos de fluidos, não possa ocasionar acidentes de trabalho

Mangueiras em uso com cilindros  de gases comprimidos com cabo de aço correto:

protecao mangueiras 1

Outros assuntos:

Proteções indevidamente instaladas:

protecao mangueiras instalação incorreta 1

protecao mangueiras instalação incorreta 2

 

Mangueiras sem cotovelos de proteção contra dobras excessivas nas extremidades :

protecao mangueiras sem cotovelos contra dobras excessivas 2

 

A Swagelok Brasil pode lhe ajudar a identificar estes problemas entre outros, como pontos de vazamentos, conexões e válvulas incorretas para otimizar a sua instalação centralizada de gases. Caso tenham interesse, basta entrar em contato conosco que agendamos uma visita na sua planta

 

 

Publicado em Últimas Notícias

É importante saber como verificar a qualidade de um tubo e nós lhe ajudamos com o nosso checklist abaixo. Se ainda precisar de mais informações sobre tubos, faça o dowload do nosso catálogo.

Tubing Data PDF

 

Existem 5 componentes principais para uma conexão para tubo: Porca, Anilha Traseira, Anilha Dianteira e o corpo da conexão. Todos esses componentes são fabricados com tolerâncias e padrões exigidos pela Swagelok. O quinto componente, que a Swagelok como fabricante não tem controle, é o tubo.

 

Definindo os padrões de tubos

Há uma série de padrões que se aplicam ao tubo dependendo do material, mas nos concentraremos nas especificações do Aço Inoxidável, por se tratar da maior parte do que vemos sendo utilizado no Brasil.

A ASTM define uma série de padrões para tubos, portanto, ao comprar um tubo, é sempre indicado checar a corrida do mesmo para o padrão ASTM para o qual é fabricado. Esta deve estar impressa no tubo juntamente com o código de rastreabilidade (heat code) do tubo.

Os tubos de Aço Inoxidável padrões ASTM A269 ou A213, são classes comuns. A A269 faz referência aos requisitos gerais da ASTM A1016, que nos fornece as seguintes informações:

  • 13.1 – O tubo acabado deve ser razoavelmente reto e ter extremidades lisas sem rebarbas.
  • ASTM A269 também fornece diretrizes para as tolerâncias da tubulação OD. Sendo de +/- 0.005 polegadas. A ovalização pode ser duas vezes a tolerância OD.

Mesmo com as especificações ASTM, há uma falta de padrões e pode haver variações na qualidade dos tubos que você obtém. A qualidade dos tubos realmente depende da integridade e da consciência de qualidade do fornecedor.

 

Checklist da qualidade dos tubos

Antes de instalar qualquer parte da tubulação em uma conexão Swagelok, o instalador deve separar um momento para dar uma olhada nos seguintes itens:

  • O tubo é sem costura ou com costura? Se for com costura, há sinais de corrosão ou pitting ao longo da solda? É visível o cordão de solda no OD? Se for visível, pode gerar problemas.
  • Qual é a dureza do tubo? Para um melhor desempenho com uma conexão Swagelok, recomenda-se que o tubo não exceda a dureza Rockwell de 90 HRB.
  • Certifique-se que o acabamento da superfície do tubo está livre de arranhões. Na medida que o tubo se acomoda no fundo da conexão OD, arranhões podem resultar em possíveis vazamentos.
  • Verifique a ovalização do tubo. O tubo oval não deve ser forçado no encaixe da conexão, pois pode danificar alguns dos componentes.
  • Verifique o OD (diâmetro externo) e o ID (diâmetro interno) para garantir que eles estejam livres de rebarbas. Uma rebarba no OD pode arranhar e danificar componentes de vedação. Uma rebarba no ID pode ser descarregada a jusante e danificar os O-rings ou outras vedações em válvulas, reguladores ou outros componentes. 
  • Verifique a espessura da parede para se certificar de que é suficiente para as pressões que o sistema será submetido.
  • Verifique a concentricidade do tubo, ou seja, verifique se a espessura da parede é consistente ao redor da tubulação. Você não quer uma parede grossa na parte superior do tubo e uma parede mais fina na parte inferior.

Se você tiver dúvidas sobre a qualidade do tubo que está usando, entre em contato conosco.  A Tecflux possui uma série de ferramentas que podem ser usadas para ajudar a melhorar a qualidade geral de suas conexões para tubos.

Para informações adicionais, o Swagelok Tubing Data Sheet tem informações e classificações de pressões de trabalho para os tipos mais comuns de tubos.

Publicado em Últimas Notícias

A arte e a matemática por trás de uma boa dobra de tubos

 Ao adquirir um dobrador de tubos você já viu as instruções que contém no manual que acompanha uma nova ferramenta de dobra de tubos? A maioria das pessoas não lêem. Elas aprendem a usar a ferramenta através de tentativa e erro ou procuram alguém disposto a transmitir a sua experiência. Podemos facilitar esse trabalho com nosso treinamento de dobra de tubos.

Desenvolvemos um vídeo com legendas em português para mostrar o uso básico de um dobrador de tubos Swagelok, mostrando dobras de 90° e 180°. Mas existem muitas outras técnicas e dicas para que uma dobra possa ser executada da forma correta. Um bom layout e execução podem melhorar a estética de um sistema e refletir sobre a qualidade do produto. Técnicos qualificados sabem como planejar e medir adequadamente todas as dobras que irão efetuar para que assim, tenham o mínimo de desperdício de tubos.

A maioria das aulas são com pessoas que têm apenas conhecimento limitado sobre dobra de tubos, mas se conseguimos uma classe com dobradores experientes, ainda podemos mostrar-lhes algumas dicas que talvez não necessariamente conheçam.

O treinamento é projetado para quem trabalha com tubulações, incluindo engenheiros, projetistas, fabricantes, contratados e técnicos que montam sistemas de fluidos.

O EFEITO DO GANHO

 ganho dobra

Na verdade existem vários métodos de dobra de tubos. Temos por exemplo o método mais utilizado que seria o de medir e depois dobrar e também o método em que envolve um pouco de matemática, para poder calcular com precisão qual o ponto em que as dobras devem ser feitas. Esses cálculos são importantes, pois quando se dobra um tubo, existe o fator do ganho de material, ou seja, se você precisa efetuar dobras para conectar um trecho com cerca de 300mm, você pode usar um trecho de tubo com comprimento menor, pois o ganho vai fazer com que seja atingida esta medida. Caso você use um trecho de 300mm, provavelmente ao final das dobras, irá sobrar material e ele deverá ser descartado, gerando desperdício.

PRATICANDO É QUE APRENDEMOS

Nosso treinamento além de fornecer na parte teórica, diversas dicas e técnicas para se efetuar da melhor maneira as dobras, temos também uma parte prática muito interessante onde o aluno pode testar todos os seus conhecimentos tendo que montar um sistema com diversas interferências e sem “matar” os tubos que receberá para fazer estas dobras.

 Usando dobrador de tubos

treinamento dobra tubos com dobrador manual

Ficou interessado em conhecer mais sobre dobra de tubos? Entre em contato conosco e participe de um de nossos treinamentos.

Veja as datas e escopo do nosso treinamento nesses links em nosso site. 

TREINAMENTO DE DOBRA DE TUBOS PARA INSTRUMENTAÇÃO

Saiba como fazer dobras corretas sem desperdiçar material. Acesse e conheça este  treinamento de dobra de tubos para instumentação e aperfeiçoe a sua técnica.

Publicado em Últimas Notícias