Não existe no mercado para Conexões Dupla Anilha, uma norma que estabeleça quais os padrões e design que cada fabricante deva seguir, ou seja, cada um desenvolve seu próprio projeto, com suas medidas para atender as necessidades do mercado. Devido a este motivo não recomendamos que ocorra a mistura de componentes de conexões de fabricantes diferentes, como por exemplo usar um corpo de conexão do fabricante X, anilhas do fabricante Y e porca do fabricante Z. Por mais que as peças possam se encaixar, não é garantido que ocorra estanqueidade, justamente por causa das diferenças de projeto, design e tolerâncias.

Isto tudo que acabamos de falar, está na Norma ASTM F1387 que foi uma norma que a ASTM elaborou para garantir que os fabricantes de conexões forneçam os produtos para atender aos mais altos requisitos de segurança e performance, incluindo a questão de mescla de materiais de fabricantes diferentes, onde ela cita que isto não é uma boa prática. Exigir do fabricante de conexões esta norma é uma garantia para o cliente de que ele está recebendo um produto confiável e de alto desempenho.

A ASTM F1387 não é uma norma para padronizar os projetos de fabricação de conexões dupla anilha, isto ainda cabe a cada fabricante. Esta norma traz diversos testes que as conexões devem passar para conseguir a aprovação e certificação. Estes testes são divididos em duas categorias, sendo uma chamada de “Testes Standard”, onde obrigatoriamente o fabricante tenha que ter aprovação em todos eles conforme abaixo:

Testes de Performance

Análise de Amostras

Teste Pneumático

Teste Hidrostático

Teste de Impulso

Teste de Fadiga pro Flexão

Teste de Rompimento Hidrostático

Teste para Montagens Repetitivas

Teste Rotativo de Flexão

Teste com Nitrato de Mercúrio

Existem também os Testes Complementares, que são testes mais rigorosos e que simulam situações de risco como por exemplo o Teste de Incêndio, onde uma amostra da conexão pressurizada em um tubo é submetida a uma chama constante e direcionada por 30 minutos e logo após é resfriada imediatamente com água. Durante e ao final do teste, as conexões não podem apresentar vazamentos. Abaixo, os Testes Complementares:

Teste de Ciclo Térmico

Teste de Temperatura Elevada

Teste de Corrosão por Stress

Teste de Torsão

Teste de Impacto

Teste de Incêndio

Teste de Vibração

 

Vejam o vídeo abaixo que demonstra alguns destes testes citados acima:

 

Uma outra característica importante desta norma é que ela exige que todos estes testes sejam feitos por um órgão independente (terceiro) e não nas próprias instalações do fabricante. Isso garante imparcialidade nos resultados dos testes e maior confiabilidade. Após a aprovação e certificação deste órgão independente, ainda é necessário que uma empresa certificadora certifique os testes que foram executados.

A Swagelok submeteu suas Conexões Dupla Anilha para receber a certificação de acordo com a ASTM F1387 através da US Navy (Marinha Norte Americana) uma das mais exigentes em termos de aplicações offshore e depois fomos certificados pela empresa certificadora ABS. A Swagelok foi a única que conseguiu aprovação em todos os Testes Standard e Testes Complementares graças a grande qualidade e tecnologia do produto.

 

norma ASTM 1387 Swagelok

Conexões Dupla Anilha para Tubos são itens que precisam ser confiáveis pois estão ligadas diretamente a segurança operacional. Um simples vazamento devido à vibrações, variações de temperatura e pressão, podem colocar em risco a vida de pessoas e prejuízos enormes para a sua planta.

Exija sempre de seus fornecedores se estão de acordo com a ASTM F1387, isto é uma garantia de que está trabalhando com conexões confiáveis.

Caso tenham alguma dúvida a respeito da norma e do funcionamento de nossas conexões, entre em contato conosco.

Aproveite e veja como montar corretamente conecções dupla anilha em aço inox.

 

Publicado em Últimas Notícias