A Swagelok Brasil participará da Brasil Offshore 2019, levando aos clientes do segmento de Óleo e Gás, os seus produtos, soluções e serviços para Sistemas de Fluidos (sejam líquidos ou gasosos), para as áreas de Instrumentação Industrial e Analítica. “Além de expormos nossos principais produtos, como as Conexões Dupla Anilha, Válvulas para Instrumentação, Mangueiras, Reguladores de Pressão e Filtros, iremos reforçar a posição da Swagelok como uma provedora de soluções, através da divulgação dos nossos Serviços de Treinamentos, Inspeções em Campo, Sistema Completo de Solda Orbital, Unidades de Teste Hidráulicas para Média e Alta Pressão e Montagens de Sistemas que são realizadas em nossa célula de Soluções Integradas”, comenta Elvis Yoshio, Gerente de Marketing da Swagelok Brasil.

Participando desde a primeira edição da Brasil Offshore, a Swagelok Brasil espera prospectar novos negócios e clientes, além de estreitar o relacionamento com os clientes ativos. “A nossa expectativa é de que essa edição atraia os principais “players” da extensa cadeia produtiva deste segmento, para que os expositores tenham a oportunidade de divulgar as novas tecnologias e serviços, para este setor que é muito representativo para o país”, comenta Felipe Lima, Gerente de Vendas do segmento de Óleo e Gás, da Swagelok Brasil. “Esperamos estabelecer novos contatos e oportunidades de negócios para serem trabalhadas a médio prazo. Existem fortes indícios de que 2020 será um ano de crescimento definitivo e estaremos preparados para esse movimento”, acrescenta.

Com relação as expectativas para o mercado em geral, embora tenha havido um discreto aquecimento no segundo semestre de 2018, a Swagelok Brasil enxerga o ano de 2019 com cautela. “O sistema de compra de nossos clientes está em constante mudança e um dos maiores desafios será nos adaptarmos rapidamente às peculiaridades de cada um, sem perder nossa eficiência”, acrescenta Elvis Yoshio.

Novidades para o mercado de Óleo e Gás

Para essa edição da Brasil Offshore, a Swagelok Brasil vai apresentar duas novidades para o mercado. A primeira é o Serviço de Inspeção em Campo, que tem como objetivo detectar e quantificar vazamentos, através de um equipamento de ultrassom. “Nosso objetivo com este serviço é a melhoria de eficiência do cliente. Além de quantificar os vazamentos, faremos sugestões de melhorias para a otimização de todo o seu ativo”, explica Elvis Yoshio.

A outra novidade é a Solução para Sistemas com Selos Mecânicos, que inclui planos de selagem de acordo com a API 682, conexões alongadas e outros acessórios.

Brasil Offshore - Feira e Conferência da Indústria de Petróleo e Gás

Data: 25 a 28 de junho de 2019

Horário: 14h às 21h

Local: Centro de Convenções Roberto Marinho – Macaé – RJ

Stand: G31

Site do evento: www.brasiloffshore.com

Para facilitar e agilizar o seu acesso às informações necessárias para selecionar corretamente os nossos produtos, foram incluídos novos arquivos em CAD e Desenhos dimensionais em nosso site. As atualizações incluem:

  • CAD e Desenhos dimensionais de Válvula Manifold de 3 vias com vedação por fole.
  • Informações aprimoradas para as Válvulas Esfera da série 60, Válvulas com vedação por fole das séries U e H e reguladores da série K.
  • Códigos de sufixo para MI / MIGH, SG2, SC11, SC01 e O-ring, conforme aplicável, para Conexões por Vedação Facial VCO® e conexões roscadas.

Plataforma CAD Swagelok

Explore mais de um milhão de arquivos em CAD e desenhos dimensionais a qualquer momento e em vários idiomas. Para acessar a plataforma, clique aqui.

Dentro de um Sistema de Condução ou Controle de Fluidos existem diversos componentes e dispositivos, que podem ser uma Válvula Esfera, Reguladores de Pressão, Manifolds, Válvulas Agulha, Válvulas de Retenção, entre outros.

Para a construção destes dispositivos são dedicadas horas de Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia para a seleção ideal dos tipos de materiais internos. Entre esses materiais internos estão os Elementos de Vedação também conhecidos como Anéis de Vedação, ou O-rings, que são essenciais para o bom funcionamento do dispositivo.

Mas voltando a pergunta realizada no título do texto, a resposta é depende. E para explicar melhor é preciso entender o que são os Elastômeros?

O-ring SwagelokElastômeros são polímeros que possuem grandes propriedades elásticas e que podem recuperar sua forma inicial, após serem deformados. Os materiais elastoméricos apresentam características de materiais sólidos, assim como de materiais líquidos, por isso são considerados materiais visco elásticos. A característica visco elástica do Elastômero permite que o material se molde perfeitamente aos encostos de Válvulas, Rebaixos, Flanges etc.

Os Elastômeros mais comuns são: Etileno-Propileno (EPM), Borracha Nitrílica Sintética (Buna-N), Fluorcarbono (FKM ou Viton®), Policloropreno (Neoprene) e Perfluorelastômero (FFKM ou Kalrez®).

Além dos Elastômeros, existem os Termoplásticos, que também podem ser utilizados nos Sistemas de Vedação. Esses materiais possuem maior resistência a abrasão e ao impacto, além de maior resistência química, mas não possuem grandes propriedades elásticas como os Elastômeros, ou seja, não se moldam perfeitamente por conta de sua dureza.

Normalmente os Termoplásticos são utilizados em aplicações que exigem altas pressões e altas temperaturas ou aplicações com produtos agressivos ou muito corrosivos. Os Termoplásticos mais utilizados são: Politetrafluoroetileno (PTFE), Poli éter-éter-cetona (PEEK), Polietileno de ultra alto peso molecular (UHMWPE), Resina Perfluoroalcoxi (PFA).

De qualquer forma, sendo Elastômero ou Termoplástico, os materiais devem ser bem selecionados, levando em consideração a sua aplicabilidade e compatibilidade química. Dessa forma se garante uma maior vida útil do dispositivo e menor incidência de vazamentos ou falhas.

Caso precise de ajude para especificar corretamente as vedações para válvulas e conexões, entre em contato com a nossa equipe comercial.

Paulo César Soares

Consultor Técnico da Swagelok e Tecnólogo de Polímeros.

Serviços de Avaliação Consultoria SwagelokProblemas com seu Sistema de Amostragem podem representar grandes problemas para sua planta, como: tempo de inatividade de recursos, inatividade operacional ou custos de manutenção inesperados.

Felizmente, existem várias áreas que a sua equipe pode monitorar regularmente para melhorar a eficiência do Sistema. Aprenda a diagnosticar e eliminar problemas associados ao seu Sistema de Amostragem com essas 10 dicas:

10 tips bullets 011. Evite erros simples em seu Sistema

Você pode melhorar a confiabilidade da sua amostra, eliminando erros simples de instalação em seus Sistemas de Amostragem, como válvulas de retenção invertidas bloqueando o fluxo da amostra onde não deveriam ou, até mesmo, trechos onde deveriam ter válvulas de retenção, para prevenir fluxo contrário, e não tem. E esses casos são fáceis de encontrar e remediar.

10 tips bullets 022. Reduza o volume de um gás, reduzindo sua pressão

Gases em alta pressão aumentam o volume da amostra no Sistema devido a compressibilidade do gás, gerando assim a necessidade de grandes tempos de purga no Sistema para garantir uma amostra representativa. Gases em alta pressão aumentam a possibilidade de ocorrência de condensação ou fracionamento da amostra e sem contar que todos os componentes do Sistema de Amostragem devem ser compatíveis com a pressão de gás, gerando, muitas vezes, custos maiores. Além disso, gases em alta pressão podem causar riscos a segurança devido à rápida descompressão, no caso de falha de um componente. É melhor reduzir a pressão de um gás o quanto antes, pois além de ser mais seguro, o tempo de resposta da amostra será mais rápido.

10 tips bullets 033. Coloque as amostras líquidas sob pressão

Amostras líquidas se comportam de maneira oposta as amostras gasosas. Deixar a pressão cair aumenta a possibilidade de ocorrência de vaporização ou fracionamento de componentes da amostra, fazendo com que o líquido borbulhe ou espume. É preferível manter a pressão de uma amostra líquida o mais alto possível.

10 tips bullets 044. Preste atenção nas paredes do Sistema

Quando o fluido toca a parede do tubo ou de qualquer outro componente, algumas moléculas aderem a mesma. A perda de moléculas devido à adsorção pode invalidar sua amostra, fazer que perca representatividade. Sempre escolha materiais apropriados para elementos filtrantes, membranas, paredes de tubos ou cilindros de amostragem. Além disso, considere o ambiente ao redor. Por exemplo, o Aço Inox 316 convencional pode ser danificado ao ser exposto ao ambiente salino existente em uma aplicação offshore, outros tubos podem ser enfraquecidos pela exposição aos raios UV.

10 tips bullets 055. Use vedações compatíveis

Um material que não é adequado para o seu fluído pode causar uma falha, como vazamento da amostra ou um emperramento no dispositivo de amostragem, o que leva a uma análise imprecisa.

10 tips bullets 066. Evite amostragem de linhas estagnadas

Para uma amostra representativa, certifique-se de retirá-la de uma linha de processo ativa e em execução. Lembre-se de que o tempo de amostragem também depende de quanto tempo a amostra leva para passar do processo, ponto de extração até chegar ao painel. A localização do ponto de amostragem pode, portanto, ser um aspecto crítico para o Sistema, principalmente para gases pressurizados.

10 tips bullets 077. Encontre os volumes mortos em sua linha de amostra

Problema comum, os volumes mortos - isto é, os volumes não renovados - permitem que as moléculas retidas durante uma amostragem anterior se difundam na amostra atual. Esses volumes são problemáticos porque causam uma resposta lenta do analisador e causam contaminação do seu Sistema de Amostragem.

10 tips bullets 088. Mantenha seus vaporizadores resfriados

Se o seu vaporizador estiver muito quente, ele pode ferver a amostra e fraciona-la. Certifique-se de analisar os requisitos de temperatura x pressão dos produtos químicos que estão sendo amostrados e seu impacto nos parâmetros necessários para o seu Sistema de amostragem.

10 tips bullets 099. Acelere a taxa de fluxo de amostragem

Quanto menor a vazão da sua amostragem menor será a velocidade da amostra em seu Sistema. Uma amostra lenta pode perder representatividade devido ao perfil de velocidade do fluído em regime laminar. O fluido em contato com as paredes do tubo possui velocidade tendendo a zero, dessa forma não se consegue garantir que a amostra é representativa ao processo naquele determinado momento de amostragem. Com vazões maiores o regime de escoamento do fluido tente-se a ser turbulento o que faz com que a fluido seja uma mistura rápida e assim garante a representatividade do Sistema.

10 tips bullets 1010. Identifique as causas do atraso.

Se suas medições não parecem ser representativas em relação ao seu processo, você pode estar lidando com problemas de atraso na amostragem. Outros sintomas de atraso na amostragem são respostas inconsistentes, nebulosas ou inexistentes, desacordo entre analise online e laboratorial, e baixo desempenho do Sistema de controle.

Com os nossos Serviços de Inspeção em CampoTreinamentos Técnicos, a sua equipe pode eliminar erros em seu Sistema de Amostragem antes que eles ocorram. A Swagelok oferece treinamento prático para preparar profissionais de instrumentação analítica, para antecipar erros e reconhecer problemas existentes em Sistemas de Amostragem instalados, desde conhecimentos básicos, até práticas avançadas.

Caso precise saber mais sobre como otimizar o seu sistema de amostragem, This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. com os nossos especialistas.

 

Para atender aos clientes que necessitam de uma maior resistência à corrosão, a Swagelok apresenta a nova mangueira de alta pressão série AH, totalmente metálica e com núcleo em Alloy C-276, que mostrou ser benéfico em situações, como aplicações com alto teor de enxofre e cloro em meios corrosivos.

Mangueira serie AH

A série AH possui as mesmas características técnicas das mangueiras da série FJ em aço inoxidável, com relação a pressão, temperatura e raio de curvatura. A malha, o colar de solda e as conexões serão em aço inoxidável 316 padrão, com tamanhos nominais de 1/2”, 1”, 1 1/2” e 2”.

DadosTecnicos Mangueira serie AH

Mangueiras com malha e conexões em Alloy C-276 estão disponíveis mediante solicitação, para aplicações onde é necessária uma resistência à corrosão adicional.

Para mais informações, consulte o catálogo atualizado MS-01-180 - Hose and Flexible Tubing, Hose Assemblies, Bulk Hose, Flexible Tubing, and End Connections ou entre em contato com a nossa equipe comercial.

A sua produção está em alta e os recursos estão diminuindo. Maximize a eficiência e a produção de sua operação. Nós podemos te ajudar.

Hoje em dia, devido à crise que se instalou em nosso país, muitas empresas tiveram que reduzir seus quadros de funcionários, mas ainda precisam entregar os mesmos resultados de antes, ou seja, esperam que elas façam mais com menos.

A ampla experiência da Swagelok em sistema de fluidos através dos seus serviços, podem aliviar toda a pressão sobre você e ajudar a sua planta e a sua equipe a operar de forma eficiente e segura.

Desde montagens customizadas, ajuda especializada na seleção de produtos mais adequados ao seu sistema, Treinamentos Técnicos e Serviços de Avaliação em Campo, com foco em Eficiência Energética e Recomendações de Melhorias em suas linhas de instrumentação, a Swagelok pode maximizar a eficiência e a produção da sua operação.

Conheça um pouco mais os nossos Serviços:

G PH 0459 Digital Soluções Integradas

 

Treinamentos

G PH 0826 Digital
  • Boas Práticas em Instalações de Gases Especiais

 

G PH 0982 Digital Serviços de Avaliação em Campo
  • Avaliação e Recomendação de Instalações Centralizadas de Gases Especiais
  • Avaliação e Recomendação de Instalações de Instrumentação (Tubing, Conexões, Válvulas)

Novidade! Conexão tipo Te em aço inox com poço de proteção para termômetro

A Swagelok está sempre desenvolvendo novos produtos, para fornecer aos clientes formas adicionais e confiáveis de resolver problemas ou melhorar os seus sistemas. Como parte dessa iniciativa, foi desenvolvido uma conexão T com poço de proteção para termômetro, que combina um poço termométrico e uma conexão padrão Swagelok.

Poços termométricos são recomendados para sistemas que utilizam termômetros para protege-los dos danos que podem ser causados pelo contato com fluidos de processo pressurizados, corrosivos, fluidos viscosos ou abrasivos. A nova conexão facilita o uso de poços de proteção para termômetro por fornecer conexões tipo Tê que são de fácil instalação e manutenção.

Cada conexão possui o poço de proteção para termômetro soldado com a conexão Swagelok tipo Tê.

Características:

  • Fabricado em aço inoxidável 316
  • Conexão para o instrumento: rosca fêmea ½” NPSM paralela
  • Comprimento da haste do instrumento: 2.5 in.

conexão t inoxTTW ordering table

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para mais informações, consulte o catálogo atualizado Temperature Measurement Devices MS-02-353  ou entre em contato com o nosso suporte técnico.

 Sem custo para o cliente, nós vamos até sua planta para detectar vazamentos em seu Sistema de Fluido.

Com a ajuda do Snoop, produto para detectar vazamentos da Swagelok, testamos conexões com vazamentos.
Utilizamos tags de diferentes cores para identificação das marcações para apontamento de melhorias e reparos.


Isso irá ajudá-lo:

  • Detectar Pequenos Vazamentos
  • Reduzir Tempo de Inatividade
  • Reduzir os Custos Globais do Sistema
  • Diminuir os Custos de Manutenção
  • Aumentar a Segurança e Eficiência da planta.

 

pesquisa vazamento swagelok web

Se precisar de um Serviço mais extenso e completo, também oferecemos o serviço pago.

Esse serviço pago inclui uma análise mais profunda e mais completa em toda sua planta, de acordo com sua necessidade.

Está incluso:

  • Laudo Técnico com fotos;
  • Identificação de peças, aconselhamentos de segurança e apontamento de prioridades / melhorias para reparos e manutenção;
  • Certificado de Inspeção.

 

Consulte-nos para mais informações!

Recebemos algumas vezes solicitações de clientes procurando por ligas especiais em Conexões Anilhadas, pois estavam  tendo problemas de corrosão por pitting ou fratura no aço inoxidável 316 em suas aplicações que eles não viram anteriormente. Esta situação fez com que procurassem produtos de liga superior nas suas aplicações para combater a corrosão, resultando em custos e prazos de entrega muito elevados.

POR QUE ISSO ESTÁ ACONTECENDO?

O aumento da tecnologia nas usinas siderúrgicas permitiu que os fabricantes mantenham suas tolerâncias mais apertadas e fabriquem o aço inoxidável 316 ao mínimo dos padrões da ASTM, resultando em tendências da indústria agora com 10% de níquel e 16% de teor de cromo. Esta redução do teor de níquel e cromo é um dos principais contribuintes para o atual problema de corrosão visto em vários mercados e indústrias.

NOSSA SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA

A Swagelok possui a sua própria norma de fabricação do aço inoxidável e trabalha com especificações mais estreitas em relação a norma ASTM, mantendo por exemplo, um mínimo de 12% de níquel e 17% de cromo em nosso aço inoxidável 316 e isso é apenas uma parte do todo. Possuímos todo o processo de fabricação do início ao fim e temos um processo único e patenteado de Carbonização a Baixa Temperatura mais conhecido como SAT12.

RESULTADOS

 

Conexão anilhada teste de corrosão Conexões anilhadas teste corrosão

Após mais de 700 horas no ambiente de teste, as porcas de aço inoxidável 316 de outras marcas mostrou claramente craqueamento.

 

A Swagelok realizou um rigoroso teste de água salgada com duração de 720 horas a 65 graus Celsius com umidade cíclica para demonstrar que as conexões Swagelok possuem uma resistência superior à corrosão. Este teste foi realizado usando conexões de aço inoxidável em tubos de aço inoxidável e conexões de aço inoxidável em tubos de ligas especiais (Combinações de engenharia). 72 conexões de dupla anilha da Swagelok foram testadas e nenhuma das extremidades das conexões vazaram ou mostraram qualquer indicação de fratura. Foram testadas 110 conexões dupla anilha de 8 diferentes marcas. Conforme mostrado nas imagens acima, 43 dessas conexões ficaram visivelmente fraturadas e três vazaram durante o teste.

Acesse aqui os dois testes que a Swagelok fez e seus resultados:

PTR-4183

PTR-4184

Caso queira mais informações sobre como a Swagelok pode lhe ajudar em problemas com corrosão, entre em contato conosco.

 

composição conexões anilhadas aço inoxidável

Preserve seu investimento contra abrasão, torsão, permeação e temperatura com estas 5 opções de proteção.

Quando você descobrir o material correto para a mangueira, considere dar a ela uma proteção extra. Se precisar de ajuda para selecionar os tipos de mangueiras e conexões das extremidades, faça download do catálogo ou entre em contato conosco.

Download: Mangueiras e Tubos Flexíveis

As mangueiras podem estar sujeitas a uma variedade de forças externas que aceleram o seu desgaste. Com a proteção correta, o tempo de vida útil será estendida.

Abaixo algumas de nossas opções:

  • Proteção Externa Contra Fogo;
  • Proteção Externa para Alta Temperatura;
  • Armadura Metálica;
  • Proteção Externa em Plástico Espiralado;
  • Proteção Externa Através de Mola Espiralada.

Proteção de Mangueira Externa Contra Fogo

Proteção Externa Contra Fogo, é feita de fibra de vidro revestida com borracha de silicone. Protege e isola a mangueira de temperaturas internas extremas. Protege contra respingos fundidos, chamas e ajuda a resistir a óleos hidráulicos e lubrificantes.

Disponível nas séries: FX, FM, FJ, FL, T, B, X, S, C, N, W, F, U, NG, 7R, 8R, PB

Proteção Externa de Mangueira para Alta temperatura

Proteção Externa para Alta Temperatura, é uma camada trançada de fibra de vidro saturado com um revestimento sintético. Ao impedir o contato direto com a mangueira, esta opção dá proteção às pessoas que manipulam a mangueira em um serviço de alta temperatura, e protege a mangueira de respingos de solda, luz ultravioleta e abrasão.

Disponível nas séries: FX, FM, FJ, FL, T, NG, 7R, 8R, PB

Armadura Metálica de Mangueira

Armadura Metálica de aço inoxidável oferece proteção altamente flexível contra danos causados pela mangueira devido ao movimento de cilindros de gás, ou qualquer outra aplicação que possa colocar uma força de esmagamento na mangueira. A força do aço também pode proteger todo o comprimento da mangueira contra a torção, sem prejudicar a flexibilidade da mangueira.

Disponível nas séries: FX, FJ, X, S, C, N, W, F, U

Proteção Externa de Mangueira em Plástico Espiralado

A Proteção Externa em Plástico Espiralado, pode ser aplicada a mangueiras já em serviço, tornando-se uma maneira rápida de adicionar proteção altamente flexível contra a abrasão. Você pode adicioná-lo a toda a mangueira, ou apenas às extremidades.

Disponível nas séries: X, C, N, W, F, U

Trança de aço inoxidável 316

O aço inoxidável trançado oferece proteção extra contra materiais corrosivos externos. Também aumenta a capacidade de retenção de pressão da própria mangueira.

Disponível nas séries: FX, FM, FJ, T

Proteção Externa de Mangueira Através de Mola Espiralada

Feito de aço inoxidável helicoidal, a Proteção Externa Através de Mola Espiralada é altamente flexível, e ajuda a mangueira a resistir a torção e à abrasão. Esta é outra proteção que pode ser aplicada às extremidades ou a toda a mangueira.

Se você gostaria de discutir ou ver as opções, entre em contato conosco.

Disponível nas séries: FM, T, NG, 7R, 8R, 7N, 8N, 7P